BRUXA • UM POEMA DE ALEXANDRA JACOB



Nascidas em meio a tecnologia
Videntes, curandeiras, feiticeiras
Maceram ervas, curam dores d'alma

Decifram sonhos, leem mãos, ignorantes rotulam
Dizem ser manipuladoras, demônios
Sabias usam o tempo a seu favor

Intensas, bruxas usam todos os elementos
Velas representam fogo, aquecem
Águas lavam o corpo, descarregam o negativo
Terra, planta em nós esperança
Mantras, representam o ar que nos faz reconectar
A noite suas vozes levam amor a humanidade
Que perdida evoca seus próprios demônios - preconceitos.

Um comentário: