MOINHO DO TEMPO ◄ PAULA BELMINO


O moinho do tempo gira,
nunca para.E em cada movimento gera vida
gera energia e boas vibrações,
um novo tempo.
Em suas pás, o moinho
traz ventos de saudade,
alimento para a alma
de quem não pode voltar atrás,
pois o moinho do tempo
segue sempre em frente
girando, ritmadamente 
como as batidas de nosso coração.
Gira, gira e leva tudo embora;
cada minuto, cada momento,
os dias e os anos,
os amores, as pessoas.
O moinho do tempo 
se alimenta de nossos sonhos
e a cada volta 
podemos guardar, apenas,
as lembranças de um tempo antigo,
de um passado remoto ou breve
o viver presente, o agora.
Enquanto se pensa, 
o moinho já seguiu em frente
e nos deixa ali parados,
perdendo tempo:
O futuro não se sabe, 
o passado já girou.
O presente, pois, 
é átimo, é vento
uma brisa de sensações
que se deve aproveitar
enquanto ainda é tempo!
Giremos com a vida, 
esse moinho de delicadeza e arrebatamentos
O moinho nunca para de girar.
Vivamos, pois como um moinho 
sem nunca perder tempo para amar.

E pelo vento

Nenhum comentário:

Postar um comentário