POR JOSÉ DE CASTRO


SETE POETRIX VESTIDOS DE VENTO & SOL





ASSIM,  ASSIM  

Vestido de vento
Despido de mim
Leveza pra voar.

PLENITUDE

Com pouco me contento.
Visto-me assim,
com versos de vento.

LEVEZA

Um verso ao vento
vestiu a tarde
com rimas azuis.

EM AGULHAS DE PRATA

Com fios de sol
Teci tua roupa
Nudez que brilha.

TRAJE DE POETA

Sou poeta de lua.
Às vezes, me visto de estrela.
No guarda-roupa, um raio de sol.

TRAQUINAGENS

De poema leve me visto.
Brisa me carrega.
Nesse voo, me re_in...vento.

COLORES

Vestido de vento.
Sete cores.
Virei arco-íris.


José de Castro, jornalista, escritor. O minimalismo é uma de suas paixões. A outra é escrever para crianças. Mas gente grande também precisa de poesia. Principalmente.   Contato: josedecastro9@gmail.com


Um comentário:

  1. Bom dia, amigo poeta José de Castro,
    Ler esses Poetrix cedo da manhã nos
    anima a iniciar o dia, Muito bom!
    Beijos,
    Regina Lyra

    ResponderExcluir