DA SÉRIE DESPIDAS DE TUDO

VESTIDAS DE POESIA ♥ A POESIA DE AMANDA VITAL
Onisíaco

as línguas de Baco
falo além do álcool

sorvo gole por gole
da borda até o mastro

meio a parreiras e vinhas
escorre puro vinho branco
dos lábios de sua ninfa

sua uva rubi denuncia
bem na ponta do cacho
balança tonta aos ventos

já ébria do fruto do gozo
revela aos poucos a polpa

na casca pintada de roxo

até que se mostra inteira
a maior bênção de Baco
faz morada na videira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário