Calcinhas Molhadas


Toda ousadia da Poeta Luíza Silva Oliveira
bendito é o fruto do vosso ventre!!!
cócegas no ventre
um líquido gosmento escorre entre minhas pernas
assustada
excitada
vou pedir explicação para o divino
sou açoitada e despejada
por falta de pagamento!!
endividada tento quitar
minhas indulgências
Ah... santo padre, perdoa-me!!!
mas o mundo da luxuria é o mais perfeito
ah... sinto-me agraciada com mais um toque
e a energia sexual se transforma em energia espiritual
mas as cócegas continuam
cada vez mais intensamente
é a comunhão com o divino...
diz uma voz pequenina, quase inocente!!!
uma fila de famintos me espera
orgiasticamente
fujo pelos porões sepulcrais
escuros, abafados
só vejo anjos nus com seus corpos
atléticos, musculosos
santificada
abençoada
me utilizo da leveza
dos anjos
pego a mão de Afrodite
e sou conduzida pelo deus baco
para mais uma orgia dos deuses!!!
Virgem Maria, rogai por nós!!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário