TUPINIQUIM • NASSARY LEE BAHAR

VERDE. De toda esp'rança ao meu Brasil será tamanha Colossal, carregará a coragem mais cara nas barcaças Percorrerá toda a beleza que trás nas cores das raças E vai viver pra sempre dessa força estranha AMARELO. Há de reluzir no reduto da verdade tacanha Que bravamente resiste nas lutas descalças Vai disfarçar diferenças na foz das profalças E vai fazer desse amor imenso uma imortal façanha AZUL. "Tarde turquesa, quarenta graus" No calor da liberdade de Ipiranga a Potengi ribeirinho Terra de Machados, Drummonds, Lispectors e Vinícius BRANCO. Noivo do meu clamor maior brasileirinho Há de se agarrar aos sonhos ainda que nas garras dos vícios
TCompletamente tropical esse soneto no meio das naus

Nenhum comentário:

Postar um comentário