EM HOMENAGEM AO DIA DAS CRIANÇAS

Três poemas do Poeta alagoano CHARLAN FIALHO
CRIANÇA

Tenho um jeito
De criança em mim
O coração na inocência
O sorriso de pipa
Com olhar de borboleta

Carrego em minha vida
A alegria da imaginação
Vivo num castelo de sonhos
Alicerçado na diversão

Meu brincar transcende o tempo
Sou feliz a cada momento
Não escondo meu alento
Com firulas voo
Em meus devaneios bizarros

Sou criança com cores vibrantes
Viajo sempre nas asas do verdejante
Sou aroma de uma infância multicor
Alecrim dourado que exala o amor

 
ENCANTOS DE UMA CRIANÇA

Como é formoso o rosto de uma criança
Esplêndido na dança aconfeitado de amores
Corre, morde, pinta gestos de esperança
Suspiros, favos de mel e doces

Com a criança aprendemos
Que a infância colore nosso jardim
Que o coração cabe emoção sem fim
Ela é a inspiração que sonhamos

Como é formosa a sinceridade de uma criança
Que a todos encanta com sua forma de pensar
Ela nos faz viajar em sentimentos que emocionam
Adocica nossa esperança com sabor sem par

O sorriso de uma criança
Vigora nossas forças
A alma sente-se bela
Em jardim de flores

Suas delicadezas enaltecem a beleza
De amar a vida sem lágrimas
Inspira-nos a caminhar com garras
Aprendendo a cair e levantar

  
BRINCAR  

Passatempo de criança
Encanta o coração
Deixa a gente com alegrias
Saudades e emoção

Faz do mundo mais bonito
Dos momentos coloridos
Das virtudes a razão

Achincalhar, pintar, bordar e aprontar
É todo sonho de criança
Que vive num mundo de esperança
Ser feliz e cantar

Brincar é a melhor coisa de criança
A alegria mistura-se com as fantasias
O amor incendeia a doçura da infância

De lobo mau é um barato
Brincar de ciranda-cirandinha
Escrever castelos na prainha
Passear na amarelinha
Soltar pipa nas esquinas
Vivo ou morto encenar.


Um comentário: