DA SÉRIE HOMENAGEM AO DIA DAS CRIANÇAS

Três poemas infantis, nesta sessão com os Poetas CLAUDIO WAGNER, PAULA BELMINO e CLÉCIA SANTOS
BRINCAR DE AMARELINHA
PAULA BELMINO

Pra brincar de amarelinha
se risca um diagrama
com o dedo na areia
giz na calçada
faz quadrados em cadeia.

De uma ponta à outra
Pula num pé só.
Até chegar à asa
sem pisar na risca
e nem na pedra da casa.

Joga de novo a pedra ao léu
mas se cair na linha
o jogador perde a vez.
Vence quem chega primeiro
fazer o percurso com rapidez.

Mexe o corpo sem cansar
na asa a criança pisa os dois pés
e se imagina voar
É coisa de criança
ir do inferno ao céu a pular.

                 💐 💐 💐

ASSIM AS CRIANÇAS QUE MORAM EM 
MIM NÃO AGUENTAM
CLÉCIA SANTOS

Um dia breve tanto quanto outros
Refiz um balanço imaginário
Fiquei nele emburrada
Pensando na vida...
Descartando bobagens.
Voei alto, bem alto nele
Só para espantar os bichos papões.
Ah! Ah! Ah! Livre no ar!

Corri solta e de perna só
Feito um "saci" aqui e acolá
Parei numa "amarelinha"
Sai do "inferno" ao "céu"
Ganhei de mim mesma!
Ê! Ê! Ê! Andei em círculos...

             💐 💐 💐

VIDA DE CRIANÇA É DIVERSÃO E BRINCAR
CLAUDIO WAGNER

31 alerta lá vou eu,
correr, pescar,
ser criança,
caju e manga
nos sítios alheios
desapropriar

Vida livre em abundância
de amigos formidáveis
Dedé, Pinto, Armando, Neguinho
Voados como passarinhos
Eita! 
Responsabilidades
brincar.

A noitinha
história de seu Nezinho ouvir
depois disso dormir
para outro dia chegar.

Buggy
meu escudeiro
cachorrinho vira-latas
amigo de quatro patas
estórias  com ele dividi
Mandrake
então cresci,
porém, a infância não passa.

Passará, Passará
a bandeia é de ficar
lembre-se
que vida de criança é diversão
e sonhar.

Um comentário: