DA SÉRIE HOMENAGEM AO DIA DAS CRIANÇAS

Três poemas infantis... Nesta sessão com os Poetas RITA CRUZ, DILSON FERREIRA DA SILVA e CÉLIA MELO
TITA
RITA CRUZ (CATITA)

Tita a ratinha
Tem medo de tudo.
Medo do escuro,
Do gato da vizinha,
Do lobo mau,
Da barata que voa,
Até de uma formiguinha.
Tita deixa de ser medrosa!
Mas a ratinha é assim:
Medrosa, medrosinha.
Chora por qualquer bobagem.
Se zanga e faz birra.
Dona Ratita mãe de TIta diz:
Para com isso Catita!
  
                💐💐💐

SONETO INOCENTE!
DILSON FERREIRA DA SILVA

"A criança é alegria como o raio de sol 
e estímulo como a esperança."                              
                                                (Coelho Neto)

Vejo nela uma explosão de fofura
Olhinhos que parecem dois brilhantes
Pele sedosa comum aos infantes
Que inebria-nos com tanta candura.

Nela, o mais dos angelicais semblantes
Onde contemplo a inocência pura
Felicidade sim... nunca amargura...
Tendo pai e mãe como seus amantes.

Se bem educada o objetivo alcança
Ser o grito de alerta mais profundo
Tornando a paz possível esperança.

Faço uma pergunta que não me cansa:
- Tem coisa mais bonita neste mundo
Do que um simples sorriso de criança?

                 💐💐💐
  
MENSAGEM PARA LILY *
CÉLIA MELO  
  
Eu tenho uma amiga
Que se chama Lily
Seu andar é despojado
Seu riso tem " covinhas"
                    Engraçado
Ela tem cheiro de manga
                  Lambuzado!
Lily, o Que você quer ser
            Quando crescer?
Dizem Que os adultos
Não sorriem com "janelinha"
Não comem feijão com farinha
Nem correm atrás de galinha....
E agora?
Como vamos fazer Quando crescer?
Eu tenho uma ideia!
Vamos comer jujuba
            Algodão doce
        E chocolate!
Depois a gente pensa!
Mas, bem Que podia ser
Algo Que rima com
ESPERANÇA.......
Ah, Não sei....tô com sono, vou dormir......

Boa noite, Lily!
" Santo anjo do Senhor..."
  
* (eterna criança)

Nenhum comentário:

Postar um comentário