A POESIA MINIMALISTA DE PAULA BELMINO

CICLO
Folha no outono caiu
germinou a terra
Primavera em flor se abriu.

*

SONHO

Dorme o bulbo
sonha na escuridão
É  luz  ao se abrir em lírio.

*

ESPERA
Nove meses de anseios
Qual a cor dos olhos, cabelos, e pele?
Ao nascer nada importa e só amor.

*

JARDINEIRO
Passarinho voou do deserto
leva semente na asa
ao retornar um jardim lhe ampara.

2 comentários:

  1. Lidamente belo! Reinaldo

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosas poesias,cheias de sentimento. Principalmente A ESPERA! Lindo ! abraços, chica

    ResponderExcluir