POETA DE OURO • 4ª EDIÇÃO

 Nesta 4ª edição - Sete sonetos eróticos da poeta CLÁUDIA BORGES
CLÁUDIA BORGES é eclética e adora aventurar-se no riquíssimo mundo literário. É natural de São Vicente RN e reside, atualmente, em São José de Mipibu, onde trabalha como educadora Social. É poeta, cordelista, contadora de estórias. Navega por vários estilos literários, do popular ao erudito.  Contudo, a sua grande paixão é a literatura de cordel, na qual derrama a alma em versos saudosos de sua terra natal. Tendo se apresentado em vários festivais como poeta declamadora, realiza muitas oficinas de cordel em escolas.  Membro imortal da Academia Norte Rio- Grandense de Literatura de Cordel ( ANLIC). É, também, poeta da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins (SPVA/RN). Apesar de não ter livros publicados, possui acervo poético vasto, composto por sonetos, trovas, crônicas, prosas, poemas de versos livres, contos, causos matutos e também três livros escritos voltados ao público infanto-juvenil (à espera de oportunidades para serem publicados). Claudia Borges é uma Poeta de Ouro...

DESEJO

Em alvo seio, lágrimas escorrem
Viajam por meu ventre cegando-me,
A sós, sem leme meus sonhos percorrem,
O cheiro do meu sexo embriagando-me.

Mulher, desejo, cidade de portas mil!
Qual ave sinto o ninho dos teus pelos,
Afogai-me em teu ser, anjo subtil!
Não negais a estes lábios seus apelos.

Entregai-me depressa a lua cheia
Dai-me um soneto em explosão final,
Transportai-me a campos estrelados,

Matai esse desejo que crucia,
Qual a aurora que se rende ao dia
Ai! Que peco sonhos encarnados!!


      💐💐💐


PRECES DA PAIXÃO

O fonema preso faz sua oração,
Circunflexo diante do poeta,
São juras e preces, de paixão secreta
E segredos sensuais da sedução!

Embora presente, ama o passado,
E sobrevive A voz do prantear,
A mesma voz responde, amar...amar...
Mais um poema no tempo rabiscado

Oh! não cales o gozo dos meus dedos,
Que desfia rosários de segredos,
Ai! não me mate o verso, qual veneno!

Sumistes, só o verso me acalenta
O teu sonhar, a verve me alimenta,
Digo, desdigo, num maldizer sereno!!



      💐💐💐

DESEJO REPRIMIDO

Vagando por memórias de outrora
Estrada longa de sonhos e encanto
Finjo sorrir ao esconder meu pranto,
Rasguei meu coração e fui embora

Versos sem cores minha verve pinta
O meu poema me faz arrepiar!
Meu desejo me leva a delirar
Quando o pudor pede-me que minta

Sou poesia ao sabor do vento!
Pura paixão vivida em pensamento
Lábios carmins que perderam a cor,

O nirvana do gozo, fantasia
Este querer que nego todo dia,
Delícias da carne sem nenhum pudor!
 
      💐💐💐

A ILUSÃO E EU

Que me ofusque a luz do teu olhar,
Pra que cega de amor eu não pereça
Nossa noite de amor não amanheça
E assim, não desperte em meu sonhar

Èbria de amor e fantasia,
Sem sombras para o sol, sem luz da lua...
Entre nossos lençóis em meio a rua
Faz-me tremer, orgasmos de poesia!!

Ilusão e eu, somos côncavo e convexo
Ing iang, obsoleto e desconexo
Corpo esguio furtivo em passo lento

Soluça a pélvis imaginária
Sacra paixão da alma sedentária
Mil fagulhas febris que acalento...
  
      💐💐💐

SONHOS!

Deito e rolo na cama acetinada,
Meu poema fantasia teu amor
Toco teu corpo de corada cor,
E a boca que pede para ser beijada...

Na colcha de sonhos avermelhada,
Onde gemo abraços sem calor,
Aliso com leveza teu langor
Te faço carne, na rima encarnada...

Me bebes, eu fico embriagada,
A noite inteira por entre a madrugada
Adormeço sedenta, quase exangue...

Despertou-me o poema companheiro
Que afogueou meu corpo por inteiro
Morta de amor, sem cor, da cor do sangue!!
  
      💐💐💐
  
SONETO FELINO

Pelos sons da noite, felina orgia,
Em difícil rota, por muros telhados
Seresteiros, da noite enamorados
Cantos ao luar, min'halma arrepia!!

O som da volúpia é tal qual aragem,
Meu eu; solo fértil ao final do dia,
Eis que mergulho nesta fantasia
A cerzir retalhos de tua imagem

Já o baile de luxúria foi embora
Madrugada e eu, sozinhos agora
Em explosivos orgasmos de festim

me sentindo desnuda em pleno inverno
Queimando no calor gélido do inferno,
Flertando a solidão que habita em mim !!


      💐💐💐


NÁUFRAGO EM DESEJOS!

Na grande exaltação que me tortura
Quando estou a sós, oh Deus, tão louca!
Um beijo insatisfeito esmaga a boca,
Rasgo meus seios em sóbria loucura.

Qual Fênix santa a purgar meu peito
Fogo que não apaga, arde em gelo,
Doce embriagante pesadelo
Resumindo a cinzas o meu leito

Perdi o leme da esperança
Náufrago em desejos e rigores
Quando propicia a sorte a meus temores...

Se renova a tormenta com bonança.
Na explosão final, cruel lembrança...
Quem me possuiu, sumiu entre os vapores!!


4 comentários:

  1. Uma das maiores e mais completa poeta potiguar. Seu erotismo cheio de poesia e elegância merece milhões de aplausos.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Cláudia Borges e obrigado por presentear o mundo com versos tão sensualmente belos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SOU EU A AGRADECER, SINTO-ME HONRADA COM TUAS PALAVRAS. OBRIGADA

      Excluir