Tributo a Manoel Ribeiro


Partiste pai, sei que não tem volta
Ida que ninguém quer, ninguém gosta
Porém temos a certeza que iremos passar
Só as lembranças sei que permanecem
Somente Deus é que nos fortalece
Nos dando tempo pra miniminizar.

A tua vida foi de sacrifício
Desde criança rumo ao grande ofício
A enfrentar diversos vendavais
O que enfrentou facultativamente
Na longa  estrada inconveniente
Os tempos vastos de tantos carnavais.

Teve seus erros indubitavelmente
Quem nunca errou talvez seja carente
De amar a vida e ser seu condutor
Ele se foi e sei que para sempre
Mas nos deixou o mais nobre presente
A honestidade que sempre o mesmo honrou.



Walter Augusto do Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário