QUEM SOU...

Um poema da Poeta mineira MÁRCIA ROCHA

O vazio da solidão,
O delírio da paixão,
A tristeza da saudade,
Na vida o desamparo.
Sou a que conhece as perdas,
A alegria na tristeza,
A amante alucinada,
Uma mulher sem estrada.
Sou o silêncio nos meus dias,
A presença na casa vazia,
O amor perdido na vida,
Sou da dor conhecida.
Sou o silêncio no amanhecer,
O abandono no anoitecer,
A noite mal dormida,
A que conhece à vida.
Sou dos amigos a distância,
A falta de esperança,
O beijo nunca dado,
A falta de um abraço,
O coração machucado.
Sou da juventude despedida,
A paixão recolhida,
A sensualidade perdida,
A de Deus esquecida.
Eis a Ignomínia — meu dote!

Nenhum comentário:

Postar um comentário