HOMENAGENS À NATAL

Os Poetas DANIEL BEZERRA, PATRÍCIA ALMEIDA e GERALDA EFIGÊNIA homenageiam a cidade do Natal

MINHA TERRA NATAL
PATRÍCIA ALMEIDA

Sempre olho as estrelas
Afim de encontrar                                                                                                                 
Resposta nos céus
E que céu lindo tens
Refletido no espelho
D'água salgada
Desse mundo de mar
Que banha a costa
Cheia de gente
De sol e de sal
Tempero certo
Para nosso aconchego
E assim me achego
Quando derramada
Em teus braços
De barcos e abraços
Caída diariamente
Aos teus pés
E eternamente
Embevecida de amor
Minha terra Natal
  
      💐💐💐
  
RIBEIRA
GERALDA EFIGÊNIA
  
Do cais do porto,
Do canto do mangue
Coirmã do rio Potengi
Do mar, doce mar
Do Atlântico.

Ribeira
De ruelas estreitas
De becos escuros
De nomes esquisitos
Pois de quarentena
Via-se por lá.

Ribeira boemia
Ribeira de bares
Ribeira antiga
De amores esquecidos
E homenagens lembradas.

Ribeira
Da Rua Chile
Da Casa da Ribeira,
De Câmara Cascudo
De Ciro Tavares
E de muitos que sonham
Vê-la ressurgindo das cinzas
Como fênix, voltando
A possuir o brilho que
Já teve outrora.
  
      💐💐💐
  
PONTE DE IGAPÓ
DANIEL BEZERRA
  
Quando vou à Zona Norte   
Às vezes a saudade dói
Vendo a ponte de Igapó
Pela janela do meu carro.

Vejo que minha saudade
Ganhou a nova estrutura
A velha deu lugar a nova
A velha ficou na história

Trago a saudade gostosa
Que guardarei na mente
Lembro de carros e trens
Disputando único espaço.

O progresso logo chegou,
Eu vejo da janela do carro
A estrutura da ponte velha
Ali como um monumento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário