Perpetuum Mobile • Radyr Gonçalves



Destino, destino
Moto-contínuo
Dança incessante...

Manhãs que se repetem
Girassóis de bronze
Vida em brasa – pássaro de cem asas
Poema imortal...

Destino, destino
Vento, menino
Letra, imagem, hino
Toque de sinos
Anjos da catedral...

Cíclicas tardes alaranjadas
Noite âmbar
Lua de fazer calar poeta
Nuas estrelas inquietas
Sereias na preamar...

Menino, menino
Moto-contínuo
Que gira, gira
E vira o sol
Magenta luz do arrebol
Vida que não cessa
(Nem cessará)...

Nunca.

Radyr Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário