Democraticamente - Nildinha Freitas


 
É tanta pedagogia, Sobre a correta democracia, Uma hipocrisia, Um discurso desconexo, Sem nexo, Sem rota, Sem caminho certo. Muita gente se dizendo possuidor do mapa, Aquele que traça o caminho do tesouro, E do lugar onde fica todo o ouro. Muita gente que se diz capaz de sanar a fome, Essa fome que mata nas ruas os desprovidos, Os sem teto, Os sem prato, Os que vivem à beira do esgoto, E que mesmo sendo humanos, São tratados como ratos. É tanto discurso preparado com cuidado, Cujo tema e lema é a abolição do povo, Que sem algemas repetem a cena da sujeição, E da total e absoluta submissão. Democraticamente, Somos forçados a engolir, A botar pra dentro da gente, O que vomitam por ai. - Nildinha Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário