A meia voz - Aglaure Martins


Esse unguento massageia meu peito
(todos os versos)
e transborda notas pelos poros.

Ainda liquefaz nossos desejos
nos teus lábios pouso mil beijos
(te beijo em soneto).

E soa afinada lira
(harmonizando tons)
acordando rimas adormecidas em nós.

Acordes mais que perfeitos
(ao nosso modo)
em todos os tempos ao nosso tempo.

Silêncio e voz.

-
Aglaure Martins


Um comentário: