A Carla - Nilson Vieira Moreno


a bala da balada se acabava
a Carla, ela topava toda e cada
atrás da saia eu lá, pista lotada
e a gata, arregalada, estava escrava

da tal batida tosca, que irritava
até mais que os babacas da balada
e a Carla acalorada lá, fritada
pingava alada e quente feito lava

deixava hipnotizada a carne fraca,
que eu dava a cara a tapa, dava pala
e um balde d’água. a louca chapa paca

trincada agarra atraca tara e fala
que assinto co a balada, co a ressaca

que aguento o bate-estaca pra pegá-la.

-
Nilson Vieira Moreno

Nenhum comentário:

Postar um comentário