Querência - Clécia Santos


Quisera ter um dia
O infinito em mim
Respirar versos
Sorrir sem medos.

Quisera ser segredos
De músicas e poesias
Acordar todas as flores
Balançarem aos ventos.

Quisera ser cada inspiração
Dos lábios de poetas estrelares
Luzir! Espalhar palavras de pó
Terminar vagando no universo!
 -


Clécia Santos

2 comentários:

  1. Eita! Que maravilha está aqui outra vez! Obrigado amigo poeta Radyr Gonçalves!

    ResponderExcluir
  2. Eita! Que maravilha está aqui outra vez! Obrigado amigo poeta Radyr Gonçalves!

    ResponderExcluir