É março e eu te amarei... Radyr Gonçalves de Araújo

-

O Sol do meio dia batendo nas maçãs do rosto dela...

Linda imagem – ao fundo o mar – a canção dos pescadores
A martelada das ondas nas pedras
O perfume da brisa minorando o mormaço

É março e eu te amarei por milhares de marços seguidos

Escreverei lindas coisas de marés, taperas, ribeirinhas
Levarei a vida inteirinha para compor aquele verso perfeito
Que se encaixe na cintura do teu olhar

A Lua da meia-noite espalha a sombra sobre teu corpo nu...

Quadro artístico – ao toque sublimado das minhas mãos –
A canção das lavadeiras noturnas
A fragrância do teu hálito

É março e eu te amarei por mil e duzentos poetas
E mesmo quando a poesia acabar no mundo...

Buscarei inspiração
Uma canção que te fale
Que embale teu sono


E eu direi te amo... Quando eu te amo não houver. 

-
Radyr Gonçalves de Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário